sexta-feira, 26 de junho de 2009

Ode à inveja barata

   Cada gota de sangue que escorre pelos olhos significa um brilho no olhar de outrem.
   Derrotas, decepções e escassez de sentimento manifestam alívio e glória de quem na verdade almeja pelo seu sofrimento.
   Quando uma vitória é dura e finalmente conquistada, um punhal é cravado no peito dos raivosos e mais uma fúria se acende.
   Na verdade tudo gira em um ciclo de interesses. Se não agora, depois. Cada qual se mostra digno de um ou mais defeitos, egocentrismo exagerado e manipulação constante.
   Até chega a pensar que poderia reverter o quadro, mas quanto mais tenta, mais se afunda.
   Sem escalas.
   Uma rotina incansável.

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir